Skip to content

Grupos de Apoio a Famílias

Novembro 22, 2010

Venho pelo presente dar-vos a conhecer o seguinte movimento “Grupos de Apoio a Famílias” e pedir-vos que, caso conheçam famílias que se encontrem nos critérios à frente designados, que preencham a ficha de identificação que remetemos em anexo e remetam para: leiria@reapn.org

Os critérios para a identificação dos titulares do apoio são:

ter mais de 35 anos de idade;

– ter crianças em idade escolar a cargo;

estar numa situação de desemprego e em situação económica difícil, em virtude de despedimento por fecho de fábricas ou outras empresas.

Neste momento, estão a ser apoiadas 28 famílias dos seguintes distritos: Aveiro, Braga, Castelo Branco, Guarda e Porto.

Os “Grupos de Apoio a Famílias” constituem uma das acções de intervenção social deste movimento e visam apoiar, durante um ano, Famílias que, residindo em qualquer ponto do território nacional, passaram a encontrar-se em situação económica muitíssimo difícil em virtude de despedimento decorrente da presente crise.

Para efectivar o auxílio pretendido, são criados “Grupos de Apoio”. Cada “Grupo de Apoio”, constituído por dez Doadores, responsabiliza-se pelo apoio económico, durante um ano, a uma Família concreta. Para tanto, cada Doador, sempre integrado num “Grupo de Apoio”, contribui com 25 euros por mês, cerca de 83 cêntimos por dia.

O nome da família apoiada é confidencial, para respeitar o seu direito à intimidade e à privacidade, sendo apenas divulgados o nome da Freguesia e do Concelho onde reside.

Esta acção de intervenção social assenta em dois pilares essenciais, garantes da sua idoneidade:
a) o Presidente da Rede Europeia Anti Pobreza/Portugal, Padre Jardim Moreira, que verifica o preenchimento das acima referidas circunstâncias relativas a cada família, que fundamentam a atribuição do apoio, assim avalizando a selecção realizada pelos técnicos da referida Rede, e coordena a equipa que avaliará, ao 4.º e 8.º meses do decurso da acção, se a família continua a necessitar do referido apoio económico.

b) o Prior da Paróquia de Santa Maria de Belém (Igreja dos Jerónimos), Lisboa, Cónego José Manuel dos Santos Ferreira, responsável pela abertura de conta bancária específica deste movimento, pelo encaminhamento dos donativos para as famílias, pela passagem dos respectivos recibos e pela comunicação dos donativos às Finanças.

Os Doadores inscrevem-se pelo desejo de intervenção social e entregam os seus donativos pela credibilidade que lhes merecem:

a) O Prior da Paróquia de Santa Maria de Belém;

b) O Presidente da Rede Europeia Anti Pobreza/Portugal;

c) A pessoa amiga ou a Instituição ― Fundação Calouste Gulbenkian, Universidade Católica Portuguesa, Fundação Oriente, CP, Associação Sindical dos Juízes Portugueses, Sindicato dos Magistrados do Ministério Público, Sindicato dos Quadros Técnicos do Estado, Associação Sindical dos Professores Licenciados ― que lhes lançou o desafio, que os cativou a serem Doadores.

Esta iniciativa tem  página no facebook (http://www.facebook.com/#!/pages/Grupos-de-Apoio-a-Familias/132724860112474) onde poderão encontrar informação e os relatórios de acompanhamento sobre as famílias que estão a ser apoiadas neste âmbito.

 

Anúncios
No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: